Vendas

O cliente é o combustível de qualquer empreendimento. Por mais que um negócio seja estruturado sem clientes ele, simplesmente, não conseguirá se manter no mercado. Por isso, é preciso cultivar essa relação sempre, mesmo em situações desagradáveis, como é o caso dos clientes inadimplentes.

É erro comum entre empreendedores tratar clientes inadimplentes com hostilidade, sem avaliar direito a situação. O problema é que o consumidor pode estar passando por algum momento específico de complicações financeiras, algo que vai passar. Se a empresa o perder nesse momento poderá ser definitivo.

Sendo assim, é preciso desenvolver algum tato para lidar com essa situação. Para que você possa fazer isso da melhor maneira possível listamos as dicas a seguir!

1. Valorize os bons pagadores

A primeira dica para lidar com clientes inadimplentes é preventiva. Se o seu negócio buscar educar os clientes para o pagamento em dia a tendência é que a inadimplência seja menos frequente. Como fazer isso? Valorizando os bons pagadores.

Isso pode ser praticado de diferentes formas – oferta de brindes, preços diferenciados já no momento da negociação, bônus periódico. Um exemplo: 10% de desconto a cada 6 meses pagos em dia, dentre outras possibilidades. Use sua criatividade e, é claro, avalie o que seu negócio pode oferecer nesse sentido.

2. Cultive uma política de aviso antecipado

Lembretes automáticos, padronizados, enviados antes da data de vencimento da fatura podem ser uma opção interessante para evitar a inadimplência. Isso não ofenderá ninguém: todos receberão sempre os avisos.

É importante que esses avisos sejam cordiais e impessoais. Incluir também outras informações úteis ou, quem sabe, uma pesquisa de satisfação, também é uma boa. Enfim, algo que engaje seu cliente ao mesmo tempo em que o recorda do pagamento.

3. Faça uma análise dos clientes inadimplentes

Você educou e avisou, mas, ainda assim, os clientes inadimplentes apareceram na sua vida! Calma, isso acontece mesmo. Quando a situação chega nesse ponto o primeiro passo é realizar uma análise cuidadosa sobre quem é esse cliente. Avaliar o quanto ele é importante para a sua empresa e como proceder com ele. Fique atento em aspectos como:

  • Quanto esse cliente contribuiu para o seu faturamento?
  • Há quanto tempo ele é seu cliente?
  • Indicou, apresentou, trouxe outras pessoas para o seu negócio?
  • Qual o comportamento usual de pagamento deste cliente?

Perguntas como essas irão conduzir você aos próximos passos.

4. Planeje antes de cobrar dos clientes inadimplentes

Ninguém gosta de ser cobrado, concorda? Isso faz com que o cliente, ao ser abordado, possa reagir negativamente. Se você ou o atendente responsável não estiver preparado corre o risco de perder o cliente de vez e até o pagamento.

O planejamento evita que isso aconteça, ele traçará um roteiro sobre como agir com esse cliente. Ele deve ser feito a partir da análise indicada no tópico anterior. Em seguida é importante entender a razão da inadimplência, pois pode ser algo pontual. Além disso, você deve ter em mente as seguintes questões:

  • Quando realizar a primeira cobrança?
  • A partir de qual meio cobrar?
  • Com que periodicidade cobrar?
  • Vale à pena propor uma negociação?
  • Qual negociação posso propor para esse cliente? (se for o caso)

5. Seja firme, mas cordial nas ações de cobrança

Conforme o seu planejamento o próximo passo é, inevitavelmente, iniciar as ações de cobrança. Essas ações serão variáveis, de acordo com o cliente. A dica chave nesse momento é nunca perder a cabeça! Você precisa ser firme, afinal, ofereceu um produto ou serviço comercialmente e ele deverá ser pago.

Todavia, novamente é válido lembrar: trate bem o seu cliente. Se ele estiver passando por um momento ruim agora, o pagamento será resolvido dentro de algum tempo e ele continuará seu cliente, até mais fiel que antes. O mau tratamento, por outro lado, não ajudará em nada. Nem nos casos em que a inadimplência for um comportamento comum do consumidor em questão.

Essas são nossas dicas infalíveis para lidar com clientes inadimplentes. Você teria alguma sugestão para acrescentar a essa lista? Concorda com as dicas? Deixe um comentário com a sua opinião!